Tecnologia do Blogger.
RSS

Meu carnaval pede sossego




Não sei se é o corpo, a alma, ou a mente, que em meio aos agitos requeridos pelo período mais festivo do ano, de animação me sobra cansaço. A avenida se mostra dificultosa alegando tédio, por cada passo disfarçado em euforias pelos sons dos paredões, meus ouvidos lamentam, minha dança é falsa, só o copo cheio ameniza os dissabores. No momento a folia abriu alas para um espaço quieto, silente, de suaves melodias que a placidez ambiciona. A troca às avessas possibilita posições amenas ao desejo de se permitir passear em outras roupagens, fugir do que é imposto à massa. Pouco se toca o frevo, então se não fazem mais carnaval como antigamente me sinto incabível, me sinto diferente, me recolho...Espero que no próximo, esse vale de quietude desabite o íntimo lânguido para que a folia me seja convincente.


Aos foliões de praxe, tenham um ótimo carnaval!


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário