Tecnologia do Blogger.
RSS

Sete anos noTibet




" No campo em que tibetanos se reúnem para fazer piqueniques,
agora  aterrissaria  um avião trazendo 3 generais  chineses. Perto
dali, o  Exército  tibetano  exercia  suas  manobras. Alguns  usam 
antigas armaduras de malha, velhos mosquetes e lanças como armas.
É o espetáculo de uma nação pacífica, tentando em vão formar um
Exército. 
O temor da guerra no rosto dos meus amigos, recupera um sentimento
que já estava enterrado. As agressões do meu país, a ânsia de dominar
o mais fraco, me enchem de vergonha. Sofro ao me lembrar que abracei
a mesma crença, e que, na verdade, eu não diferia em nada desses chineses
intolerantes.
Para o tibetano, o inimigo é o melhor professor, só ele pode ajudar a 
cultivar paciência e compaixão. Creêm que a força da religião os protegerá
contra os chineses.
Para esperar os generais, cerimônias sagradas aconteceram por toda Lhasa.
Divindades foram esculpidas em manteiga com muito zelo. 
AO DERRETEREM, REPRESENTAM A LEMBRANÇA DE QUE TUDO 
ACABA..."




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário