Tecnologia do Blogger.
RSS

Sociedade Dos Poetas Mortos


Aqui, gosto de mostrar minhas impressões sobre algo que me toca e alguém que já conheça o assunto possa se identificar, e se não conhece, talvez possa se interessar...
Pela personalidade do nome Sociedade Dos Poetas Mortos, já espera-se uma trama impressionante, comovente, emocionante...Lição de vida, companheirismo, repressão, realidade...Não tem como não estar  nos meus favoritos, me emociono sempre que vejo!



Eu fui para a floresta porque queria viver deliberadamente, 
eu queria viver profundamente e sugar toda a essência da vida, 
acabar com tudo que não fosse vida para que quando minha morte chegasse 
eu não descobrisse que não vivi.

(Citado no filme Sociedade Dos Poetas Mortos)



Uma das cenas mais lindas ficou de fora da edição final, mas está no extras do DVD. Belíssimo!


"Sonhamos com o amanhã, e o amanhã não vem
Sonhamos com a glória, que não desejamos
Sonhamos com um novo dia, quando este já chegou
E fugimos da batalha, uma que deve ser enfrentada

Mesmo assim dormimos

Ouvimos a chamada, mas não a escutamos
Esperamos pelo futuro, quando não passa de planos
Sonhamos com a sabedoria, da qual fugimos diariamente
Oramos por um salvador, quando a salvação está em nossas mãos

Mesmo assim dormimos
Mesmo assim sonhamos,
Mesmo assim tememos,
Mesmo assim oramos,
Mesmo assim dormimos."


 
  


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Waters, Gilmour e Confortably Numb   
 
 
Sensação assim chega a me deixar sem ação, sem palavras, só as emoções parecem funcionar...Admiração aqui transborda ao extremo pela personalidade singular de Roger Waters e a voz maravilhosa de  David Gilmour. Fica o gostinho de Pink Floyd 2011! Em meio a tudo isso, nem preciso dizer nada, apenas sentir, só faço minha as palavras do meu caro amigo Diego Nogueira
 
 
"Boa sensação estranha de estar vivo pra ver isso..."
 



"Agora eu tenho essa sensação mais uma vez
Eu não posso explicar, você não iria compreender
Isto não é o que eu sou
Estou me tornando confortavelmente entorpecido..."

(Pink Floyd-Comfortably Numb)


 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Heath Ledger-O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus




Após o impacto que o ator Heath Ledger causou na sua magnífica interpretação do Coringa em Batman O Cavaleiro das Trevas, vivenciava-se o ápice de um brilhante ator, mas, destinado a uma grande tragédia, e assim em janeior de 2008, os amantes do cinema perderam um jovem admirável artista, lamentavelmente. Desde o filme Dez coisas que eu odeio em você, já era perceptível que o seu dom de atuação seria marcante cada vez mais, sendo assim em Coração de Cavaleiro, Honra & Coragem - As Quatro Plumas, O Devorador de Pecados, O Segredo de Brokeback Mountain (Um dos meus favoritos) e Batman: O Cavaleiro das Trevas (Deixou sua marca, também favorito) a sua imagem parecia decolar num vôo promissor. O fato é que a sua performance no papel do Coringa foi tão extraordinária que alguns críticos diziam ser, praticamente impossível, alguém superar sua atuação, e que o prório Ledger talvez não conseguisse ter outra perfomance tão incrível, mas no seu último filme que ficou inacabado O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus, ele mostrou que um grande ator será sempre um grande ator, não importa o personagem. Com a morte de Ledger em meio as gravações, o diretor Terry Gilliam pensou em cancelar o filme, mas foi proposto uma forma de dar continuidade a trama que contaria com a participação de johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell interpretando o personagem de Heath Ledger-Tony quando entrava no espelho imaginário. Essa idéia ficou tão perfeita ao que a história do filme propôs que todo esse mundo de ficção, magia, pareceu ideal a mudança de face sempre que entrava no mundo da imaginação, foi uma cartada de mestre. Ledger foi homenageado pela produção com a continuação da obra.

"É um filme independente de fantasia dirigido e escrito por Terry Gilliam, sob auxílio do roteirista Charles McKeown. O filme segue o líder de uma trupe de teatro itinerante que, tendo feito um pacto com o diabo, conduz o público através de um espelho mágico que explora suas imaginações..."(Wikipédia)

O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus nada mais é do que uma expressão da nossa realidade, os pecados que cometemos, as histórias que refutamos em viver, os erros que tememos assumir, os sonhos que deixamos passar pela nossa vida, o capitalismo que nos consome, o egoísmo, o desejo de amar e ser amado...Esta é uma das grandes obras que o cinema já produziu, e digo, o mundo perdeu um magnífico ator!



 
 Heath Ledger-04/04/79-22/01/08



"...Imortais, não obstante, não ficarão velhos, ou gordos, não ficarão doentes, 
ou fracos, eles estão além do medo porque eles serão jovens para sempre..." 

(O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus)



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Samantha Moraes X Bruna Surfistinha


Diários opostos que se cruzam





Quem não conhece a história da garota de programa (Bruna Surfistinha) que "rouba" o marido de uma respeitosa mulher, mãe de duas filhas e Senhora do lar (Samantha Moraes)? Acho que todo mundo sabe como procedeu o desenrolar dos fatos.
Assim que surgiu essa polêmica, despertou em mim uma curiosidade de entender o que levou esse homem de boa classe social, pai de duas meninas, com sua família constituída, a assumir compromisso com uma mulher de índole "desvalorizada pela sociedade", a qual vulgarmente é chamada de garota de programa, prostituta, puta...De imediato se pensa que quando se troca algo, obviamente é por uma coisa melhor, e por isso achei que a mulher trocada estava com defeito, mas a surpresa é que quando Samantha Moraes aparece na mídia expondo a sua versão dos fatos, houve uma quebra na minha teoria, começando pela sua aparência física, que ao meu ver é muito mais bonita, também a sua postura sofisticada, elegante, depois a inteligência, ou seja, percebi que o defeito não estava nela e sim nele, isso serve para que se saiba que beleza não é tudo, e que nem sempre o objeto de troca será pior. Vai-se-lá entender o gostar humano! E olha que dizem que as mulheres são loucas. Será?
Bom, mas o fato é que a Surfistinha fisgou o homem, está fazendo fama com os livros que escreveu, em especial "O Doce Veneno Do Escorpião" e agora está batendo as paradas com o filme "Bruna Surfistinha" baseado nesse livro que citei. Eu ví o filme e confesso que a história não me conveceu! Para quem não sabe, Bruna assume, sem remorso algum, que uniu o útil ao agradável, pois queria ganhar dinheiro e também adorava fazer sexo, portanto, esqueçam aquelas historinhas dramáticas que toda garota de programa conta para justificar seus atos, porque essa daqui gostava de um "Gratinado". 
Para mostrar o seu processo de superação, Samantha Moraes escreve o livro "Depois do Escorpião" e assim aparece na mídia o tempo todo, sempre fazendo questão de mostrar o seu empenho em se recuperar, tanto emocionalmente, quanto psicologicamente, do grande abalo que sofreu. Mas, uma coisa não me agrada nisso tudo, é a obsessão da Samantha em querer aparecer sempre como a mulher traída e abandonada pelo marido e principalmente por ter sido trocada por uma garota de programa, suas demonstrações leva a percepção de que ela está sempre por trás da Surfistinha, como se houvesse um embate, um clichê. Quando se entrevista a Bruna Surfistinha não se fala em Samantha Moraes, mas é impossível entrevistar Samantha e não falar em Bruna, uma escreve um livro, a outra responde com outro livro, e agora uma faz um filme, a outra também vai fazer. Virou bagunça! Acho que se está tudo superado, então deve-se continuar a vida e esquecer essas situações desagradáveis, porém, percebo o contrário, ela se utiliza da sua história de vida para sempre ficar lembrando as pessoas, esposas, mães, que foi uma prostituta quem destruiu seu casamento. Ok! Ela está certa e no direito de demonstrar suas frustrações e mágoas, pois passar o que ela passou é a pior coisa que se deseja a uma mulher, mas não devemos subestimar ninguém, nós humanos vivemos em processos de metamorfoses constantes, temos emoções, pulsamos e isso nos remete a cometer erros ou acertos. 
Engana-se quem acha que um homem não pode se apaixonar por uma garota de programa porque ela não tem pudor nem moral para conviver socialmente com pessoas decentes, temos uma prova viva de que isso é possível, assim como qualquer mulher, elas também tem sentimentos e podem se apaixonar por qualquer um, como qualquer outro. As pessoas acham um absurdo isso acontecer, mas acontece, só que muitos não se arriscam em assumir um romance convencional devido ao preconceito que os envolvem.
Mas voltando a Samantha Moraes, na boa, acho que ela dá importância demais a um assunto que se diz superado! Uma mulher linda, elegante, inteligente, que tem tudo para se dar bem na vida, não deveria ficar à sombra de uma tragédia amorosa que ela faz tanta questão de lembrar.




Mulheres, valorizem-se! Se forem traídas, superem! 
Lembrem-se do ditado: "Um novo amor cura outro"

✿✿✿

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Chorando na chuva


O sonho atordoante tencionava paralizar os pensamentos gélidos em que Scarlett, por tantas vezes, fez questão de entorpecer. Um amor que partiu e um orgulho que se negava a tentar aceitá-lo de volta. Os instintos dizem que é medo de amar! Da janela encarava a brava chuva sem temer as dores internas que resultariam em solidão profunda. Nem o frio pôde impedi-la de misturar suas lágrimas quentes aos pingos rudes da chuva, uma sensação de renovação, leveza em seu espírito, como se quisesse provar a si mesma que conseguiria seguir em frente. Conselhos eram descartados sem nenhuma chance de consideração, sua própria opinião era a força que necessitava para manter os pés firmes, ainda assim, sentia que  suas noites permaneceriam sombrias, por tempos infindos, por vezes sofridas,  por horas caladas. Com a voz trêmula causada pelo frio da chuva, Scarlett repetia  por diversas vezes:

-Eu sobreviverei...



Eu nunca deixarei você ver
O jeito que meu coração partido está me machucando
Eu tenho meu orgulho e eu sei como esconder
Toda a minha tristeza e sofrimento.
Eu chorarei na chuva...


 ( A-Ha/ Crying In The Rain)




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS